Considerada a cidade mais fria do Brasil, São Joaquim é conhecida como a “Cidade da Neve”. No inverno, a paisagem aliada à neve transformam a cidade em berço de frio e beleza. As nevascas, que geralmente ocorrem entre junho e agosto, estendem seu branco lençol sobre os montes, telhados, montanhas, planaltos, vales e taipas centenárias, proporcionando, assim, uma visão emocionante. Também ocorrem freqüentemente no Município fortes geadas, que contribuem para o embelezamento do cenário local. A ocorrência de neve traz a São Joaquim muitos turistas brasileiros e estrangeiros, que podem apreciar este belo espetáculo oferecido pela natureza. Para receber os visitantes, além do calor humano do joaquinense, a cidade conta com vários hotéis e pousadas aconchegantes, aquecidas pelo calor das lareiras e fogões a lenha. Sendo um dos grandes produtores de maçã, o Município oferece outro espetáculo aos visitantes com a florada e a colheita da maçã, símbolo da tradicional “Festa Nacional da Maçã”. A cidade oferece também vários pontos turísticos encantadores, tornando-se parada obrigatória para os amantes de baixas temperaturas e de natureza exuberante.

Datas Históricas
Em 1º de abril de 1873, foi instalada no Distrito da Costa da Serra a Freguesia de São Joaquim do Cruzeiro. Seu fundador foi o bandeirante paulista Manoel Joaquim Pinto. A instalação solene do novo município realizou-se em 7 de maio de 1887.

ÁREA: 1.886 km² POPULAÇÃO: 23.175 habitantes
ALTITUDE MÉDIA: 1.353 m

CLIMA:temperado. No inverno, a média é de 9,5ºC, podendo a mínima chegar até a 10ºC negativos. No verão, a temperatura é amena e a média é de 17ºC.

CÓDIGO DDD: 49

banner-saojoaquimhosp banner-saojoaquimpontos saojoaquim- saojoaquim-catedral saojoaquim-geada saojoaquim-museu saojoauim-florada saojoauqim-prefeitura sj-eventosHtml Photo Album by VisualLightBox.com v3.1

Clique nas imagens para vizualizar

LOCALIZAÇÃO E ACESSO PONTOS TURÍTICOS

São Joaquim localiza-se entre Lages e o Sul do Estado. De Florianópolis, via BR-282, passando pelo município de Urubici, são 218 km. Pelo Sul do Estado, o trajeto é pela BR-101 até a cidade de Tubarão e de lá pela SC-438 (Serra do Rio do Rastro), totalizando 288 km. Partindo de Lages, pela SC-438, principal via de acesso, a distância é de 76 km.
 

ECONOMIA


A base da sua economia é a produção de maçã, batata-semente, uva e vinho, a pecuária, a extração de madeira e o turismo.
 

EVENTOS


Feira do Gado: o Sindicato Rural realiza anualmente esta feira regional, com data móvel.

Festa Nacional da Maçã: realizada anualmente, no mês de abril, no Parque Nacional da Maçã. Festa característica da cidade, com apresentações culturais, gastronomia típica, shows musicais, exposição de maçãs, entre outras atividades.


Festival da Neve: anualmente, este evento acontece durante todo o mês de julho. O Festival conta com shows musicais, gastronomia típica, manifestações artísticas e culturais, apresentações tradicionalistas e artesanato.

Laço Mangueira Velha: grande rodeio realizado anualmente, no mês de janeiro, na localidade de Santa Isabel.
Torneios: realizados anualmente, a partir do mês de outubro, estendendo-se até o mês de março do ano seguinte.

Torneios: realizados anualmente, a partir do mês de outubro, estendendo-se até o mês de março do ano seguinte.



.

Belvedere: escadaria com linda vista panorâmica da cidade e dos verdes campos que a circundam. Localizada a uma altitude de 1.450 m. Acesso pela rua Major Jacinto Goulart.
Casa da Cultura: na Praça Cesário Amarante. Acervo em artes plásticas doado pelo colecio-nador e historiador Joaquim Galéte da Silva.

Exponeve: feira permanente de artesanato e produtos da terra, instalada no pavilhão comercial do Parque Nacional da Maçã. Aberto diariamente para visitação e comercialização dos produtos, das 9 às 18 horas.

Igreja Matriz: localizada na Praça João Ribeiro, totalmente construída com pedras-basalto, tiradas dos morros próximos e transportadas em carros-de-boi. Sua construção teve início em 1918 e foi inaugurada em 1935. Esculturas de Adão e Eva e de profetas bíblicos podem ser vistas na parte externa da Igreja.

Monumento Manoel Joaquim Pinto: obra do escultor Élson Kiyotaka Outuki que destaca o ciclo histórico, econômico e cultural da fundação de São Joaquim pelo bandeirante paulista Manoel Joaquim Pinto, de 1887 até os tempos atuais. Localizado na Praça João Ribeiro, em frente à Prefeitura Municipal.

Museu de Artes de São Joaquim: acervo com obras de artistas como Martinho de Haro, Rodrigo de Haro, Tereza Martorano, Yolanda Bathke, Susana Scóss Bianchini, entre outros. Praça Cesário Amarante.

Museu Histórico Municipal: conta com um espaço dedicado a Assis Chateaubriand. Retrospectiva de São Joaquim e acervo histórico. Museu ao ar livre: ciclo madeireiro, colonizadores e tropeirismo. Exposições temáticas de resgate da memória do Município. Rua Major Jacinto Goulart, 168.

Parque Nacional da Maçã: com 214 mil metros quadrados, localiza-se a 2 km do centro. Possui áreas para camping, cancha de laço, pavilhões de exposições e palco para shows. No local, são realizadas feiras, leilões agropecuários e a famosa Festa Nacional da Maçã.

Snow Valley Parque Ecológico: SC-438, a 10 km de São Joaquim. Com trilhas ladeadas por xaxins gigantes, as caminhadas conduzem a uma típica floresta serrana, rica em fauna e flora. Possui trilhas, cabanas rústicas, tirolesa e arvorismo. Fone: 3233-3447.

Villa Francioni Vinhos e Vinhedos: vinícola de vinhos finos. Visita guiada aos parreirais e à vinícola. Degustação e venda de vinho. SC-438, km 70. Fone: 3233-1918.

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS


Centro de Informações Turísticas
Fone:(49) 3233-2790

Secretaria Municipal de Turismo
Fone: (49) 3233-0411
www.saojoaquim.sc.gov.br