Data do início do século XVIII a chegada dos primeiros europeus que se fixaram no Município. O povoamento dos “Campos das Lajens” decorreu da necessidade de abrir caminhos para atingir as Campinas do Rio Grande do Sul, ricas em gado, o que despertava nos paulistas e mineiros a ambição de estabelecer intenso comércio com os estancieiros gaúchos. Os documentos primitivos mencionam a paragem chamada “Lajens”, um pouso de tropeiros que viajavam para São Paulo ou Sorocaba, levando mulas, cavalos e bovinos. Correia Pinto, fundador do povoado, era tropeiro e conduzia tropas de bois de Lages para São Paulo. Os primeiros tropeiros, mesmo os residentes no povoado, não eram lageanos, sendo, na sua maioria, portugueses e açorianos. Somente mais tarde, tropeiros já nascidos em Lages passaram a exercer esta tradicional profissão. Oficialmente Lages foi fundada em 22 de novembro de 1766, sendo elevada à categoria de Vila em 22 de maio de 1771. Em 1820, a Vila é desanexada da província de São Paulo para fazer parte de Santa Catarina e, em 1860, é elevada à categoria de Cidade. Em 1960, ficou estabelecido o topônimo de Lages com “G”. Economicamente, Lages ficou conhecida por sua tradição na pecuária. Seus primeiros ciclos econômicos, no princípio do século, foram os do couro, da carne e da erva-mate. O ciclo econômico que se seguiu foi o da madeira, cujo auge ocorreu entre 1950 e 1960.
 

 Clique nas imagens para vizualizar

 
LOCALIZAÇÃO E ACESSO ECONOMIA

É o ponto central de Santa Catarina, entre o Leste e Oeste do Estado. De fácil acesso, pois é um entroncamento rodoviário, onde se cruzam a Rodovia BR-282 (leste-oeste) e BR-116 (norte-sul).

Distâncias de Lages a:
- Florianópolis: 220 km, via BR-282.
- Curitiba: 353 km, via BR-116.
- Porto Alegre: 350 km, via BR-116.

O setor agropecuário ocupa lugar de destaque. Além de contar com grande e diversificado rebanho, Lages tem uma das maiores variedades genéticas do País, com a criação de 16 raças européias. O setor madeireiro/florestal dispõe de grandes e qualificadas empresas do ramo. Em Lages e região existe uma área reflorestada superior a 200.000 hectares. As indústrias do setor metal-mecânico, alimentos e bebidas ganham projeção e diversificam suas atividades. O comércio e a prestação de serviços também representam uma parcela expressiva da economia. Outro importante segmento é o turismo rural. As fazendas preservam a sua rotina e o visitante pode desfrutar das inúmeras atividades oferecidas.

E V E N T O S

Março
- Arrancadão Serrano de Caminhões

Abril

- Encenação Paixão de Cristo – Morro da Cruz
- Mercomilk 21 a 25 de abril

Maio
- Fashion Hair
- Festival do mês das Mães – Via Gastronômica
- Festa Nacional do Pinhão

Junho
- Entrevero do Moha

Julho
- Festival do vinho – Via Gastronômica
- XV Motoneve
- Transcatarina
- V Congresso de Educação da Região Serrana

Agosto
- Feriado em homenagem a Padroeira Lages
- Festival do mês dos Pais - Via Gastronômica
Setembro
- Semana Farroupilha
- Festival Florada da Maçã
- FETEL – Festival Nacional do Teatro
 
Outubro
- Festival da Truta – Via Gastronômica
- Expolages
- 4ª Cavalgada de Lages

Novembro
- Brilho de Natal
- Corredor de Canto e Poesia
- Festival de Natal – Via Gastronômica A confirmar

Dezembro
- Orquidea Rock Festival
- Brilho de Natal
- Festival de Natal – Via Gastronômica
 

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS

CITUR- Central de Informações Turísticas
Fone: 3223-6206
Secretaria de Desenv. Econômico -Diretur
Fone: 3224-0600